MarchaMundial.Net

Marcha Mundial pela Paz e Não-violência

Cordel da Paz

Convido a sociedade
Para a marcha mundial
Onde a paz do ser humano
É o tema principal
Pelo senso de urgência
Ações de não violência
Seja o nossa ideal

Invoco Mahtma Gandhi
Luter King e outros mais
Na luta por liberdade
E direitos sociais
Presentes pela memória
Unindo nossa história
No mesmo sonho de paz

A nossa luta de paz
Pra toda humanidade
É feita pelo diálogo
Com interatividade
Cada qual com sua arte
Vem fazer a sua parte
Com mais criatividade.

Para se chegar na paz
É preciso um novo olhar
Entender que cada ser
Navega no mesmo mar
Que cada um é irmão
Na mesma embarcação
Aprendendo a navegar

Resgatar valores simples
A família a amizade
Afeto pelos humildes
O respeito a lealdade
Uma cultura de paz
A gente mesmo é quem faz
Na solidariedade

Unir as próprias idéias
Encontrando soluções
Solucionar conflitos
Propondo transformações
Sermos todos plantadores
Aprendendo a plantar flores
Nos jardins dos corações
Que a nossa convivência
Tenha paz e alegria
Que nos sintamos felizes
Sob o sol de cada dia
Na nossa diversidade
Encontremos unidade
Na mais perfeita harmonia

A luz da educação
Vencendo a ignorância
Construindo a consciência
Combatendo a arrogância
Afastando o preconceito
Na luta pelo direito
Agindo com tolerância

O valor de cada homem
Não reside em sua cor
Está na sua ação
O seu principal valor
Se na sua inteligência
Usa a sua consciência
Pra da Paz ser construtor

A caminhada da paz
É feita pela ação
De quem despertou do sono
Da sua acomodação
Colocando na bagagem
Amor, respeito e coragem
Com mais participação

Somos todos passageiros
Da nave da existência
Sujeitos a tempestades
Da nossa inconsciência
Façamos do humanismo
O principal mecanismo
Contra toda violência

Devemos fazer aos outros
O que queremos ser feito
Para construir um mundo
Liberto do preconceito
A solidariedade
Num sonho de liberdade
Onde a lei é o respeito
A nossa Satyagraha
É a organização
A consciência de luta
E a participação
De quem acordou mais cedo
Enfrentando o próprio medo
Por um mundo cidadão

Se desejamos a paz
Teremos que construir
Escolas que nos ensinem
A pensar e a sentir
Que a nossa felicidade
Vem na mesma quantidade
Que a gente evoluir

Um passo de cada vez
Um pouco mais cada dia
Vencendo cada obstáculo
A paz aqui se anuncia
Trocando ações arbitrárias
Por ações humanitárias
Na força da harmonia

Assim serão extinguidos
Oprimidos e opressores
Os homens humanizados
Viverão novos valores
Unidos e irmanados
Vivendo em novos reinados
Onde só há vencedores

Nossa pátria deve ser
Uma só pátria global
Com mais oportunidades
E um tratamento igual
Nenhum homem se rebele
Nem se julgue a cor da pele
Num tribunal racial

Cada ser humano tenha
A sua autonomia
Que ninguém seja oprimido
Pela nossa economia
A nossa emancipação
Seja a sinalização
Do tempo que se inicia

Que a paz esteja presente
No mundo em cada nação
E comece em cada um
Fazendo a transformação
Ter a paz no sentimento
É não fazer julgamento
Pois o julgado é irmão

Ter paz também nas palavras
Numa ordem positiva
Ordenar os pensamentos
Ter mais iniciativa
A paz para ser presente
È germinando a semente
De uma mente criativa

Assim cada ser humano
Sabendo se equilibrar
Respeitando ao seu próximo
Ensina a si respeitar
Na lei da causa e efeito
Quem planta o que é direito
Colhe o mesmo que plantar

Desta plantação da paz
Sejamos bons plantadores
Cultivemos cada ação
Feita com nossos valores
O pensamento humanista
Numa nação pacifista
Produzindo mais amores...


Autor: Romero Meneses
romero_meneses@hotmail.com
Colaborador da Marcha Mundial pela Paz e não Violência.
Radicado há mais de 23 anos em Recife

Tags: Cordel, Marcha, Meneses, Mundial, Paz, Recife, Romero, da, em

Views: 596

Attachments:

Reply to This

Faça uma Doação

Notícias da Marcha

Conferência da FAO reúne esforços para combater a fome

Em Roma, representantes de 150 países e organizações internacionais debatem medidas para lidar com a subnutrição e a desnutrição, que atingem cerca de 2 bilhões de pessoas. Obesidade, novo problema global, também é tema. O balanço apresentado pela anfitriã da segunda Conferência Internacional sobre Nutrição (ICN2), que começa nesta quarta-feira (19/11) em Roma, é uma […]

Deutsche Welle

Guarani Kayowá conseguem acordo dois anos depois de ameaçar suicídio coletivo

Com a lentidão que marca a justiça brasileira, os Guarani Kayowá conseguiram um acordo para permanecer em suas próprias terras no Mato Grosso do Sul. Passaram dois anos desde que chegaram a ameaçar suicídio coletivo se fossem expulsos. Além de terem que ocupar a sede administrativa da fazenda em suas terras. A justiça brasileira só não é […]

Paulo Genovese

Governo Alckmin e PM paulista faltam a audiência sobre atuação em protestos

Em encontro para debater truculência em protestos sociais, entidades reivindicam revisão do papel da polícia, desmilitarização, investigação de abusos e fim da utilização de armas menos letais por Rodrigo Gomes, da RBA   São Paulo – O secretário da Segurança Pública do Estado de São Paulo, Fernando Grella Vieira, e o comandante-geral da Polícia Militar […]

Redação São Paulo

O dia em que as árvores se vestem

O Jardim Imaginário, terreno camarário que a população da Areosa, na cidade do Porto (Portugal) reclama como parque público, vai receber no domingo, 16 de novembro, a iniciativa “Vestir as árvores”. A proposta é a de que os vizinhos decorem as árvores com trabalhos de tricot ou outros materiais (tecidos, retalhos, …). É uma atividade […]

Luis Filipe Guerra

Sobre o dia da Consciência Negra no Brasil

Não são poucos os argumentos que se opõe ao dia da consciência negra: Então teríamos que ter o dia da consciência polaca! Dizem, ou, dia do Branco! Afirmam outros. O fato é que, quando essas afirmações pairam no ar, o lugar de onde nascem não é dos melhores. Em uma época como a nossa, de […]

Redação São Paulo

© 2014   Created by Mundo Sem Guerras.

Badges  |  Report an Issue  |  Terms of Service